Técnico/a Comunitário/a de Saúde – GATAFRIK

17 Março 2022

Os/as técnicos/as comunitários/as de saúde pares são elementos fundamentais do serviço enquanto elo de ligação com a comunidade migrante. Serão formados para a realização de rastreios acompanhamento dos utentes e navegação através dos serviços de saúde e sociais, bem como fazendo a ponte com as diferentes comunidades e associações locais.

Principais funções:

  • Realização de sessões de rastreio rápido para VIH, VHB, VHC e sífilis;
  • Referenciação e encaminhamento para os cuidados de saúde SNS;
  • Orientação e encaminhamento de utentes para outros serviços (SEF; Seg. Social; Junta da Freguesia, etc.);
  • Apoio na dinamização e divulgação do serviço, na adesão ao tratamento e no aumento da literacia em saúde;
  • Distribuição de material de prevenção e promoção da saúde.

Requisitos obrigatórios:

  • Interesse pela área das leis de imigrações e atitude de não julgamento, discriminação, estigma e preconceito face aos migrantes de origem africana
  • Interesse pelas áreas do VIH, Hepatites Virais, Tuberculose e Infeções Sexualmente Transmissíveis e rastreio
  • boa capacidade de comunicação, mesmo acerca de temas sensíveis (práticas sexuais, utilização de drogas, trabalho sexual, situações de vulnerabilidade social);
  • Interesse pelo trabalho em intervenção de outreach
  • Espírito de equipa, dinamismo e facilidade de integração numa equipa multidisciplinar.
  • Domínio das principais ferramentas do Office.

Critérios preferenciais no processo de seleção:

  • Domínio da língua crioula
  • Experiência em saúde comunitária em populações vulneráveis.
  • Conhecimento da realidade da população migrante na grande Lisboa e em Portugal
  • Experiência de trabalho com pessoas migrantes e em intervenções no âmbito do acesso à saúde da prevenção redução de infeções
  • Experiência de trabalho e/ou conhecimento na área do VIH, Hepatites Virais, Tuberculose e Infeções Sexualmente Transmissíveis.
  • Carta de condução 

Condições:

  • Contrato a termo por um período de 12 meses com possibilidade de renovação (dependendo da continuidade do financiamento do serviço).
  • Salário de acordo com as funções de técnico comunitário de saúde no GAT.
  • Possibilidade de participação em formações e estudos na área de VIH, Hepatites virais, TB, IST e outras.

Candidatura:

As candidaturas deverão ser enviadas até ao dia 29 de Março de 2022  para edna.tavares@gatportugal.org e mariana.vicente@gatportugal.org  , com o assunto: “Candidatura TCS-GATAFRIK”, e acompanhadas de Curriculum Vitae e carta de motivação que descreva sumariamente a experiência profissional relevante, bem como as razões que o/a levam a candidatar-se à posição anunciada.

Os candidatos selecionados para entrevista serão contatados até ao dia 1 de Abril de 2022. Apenas serão contactados os candidatos selecionados para entrevista.

As candidaturas de pessoas que vivem com VIH e/ou hepatite C, ou pertencentes às comunidades mais afetadas, são fortemente encorajadas.

 

Missão do GAT: O GAT – Grupo de Ativistas em Tratamento é uma organização não governamental de base comunitária que advoga mudanças legais e políticas que afetem positivamente a saúde, direitos e qualidade de vida das pessoas que vivem com a infeção pelo VIH ou em risco acrescido de o contraírem. O GAT considera que sem prevenção eficaz, diagnóstico precoce, acesso universal aos tratamentos e cuidados de saúde, programas de adesão e retenção nos mesmos, não pode haver controlo da transmissão e da epidemia.

O GAT'AFRIK é um serviço de respostas integradas, confidencial e gratuito, dirigido à população migrante de origem africana e a todos aqueles que se encontrem em situação irregular e vulnerável, com dificuldades no acesso à saúde. O GAT'AFRIK oferece os seguintes serviços: rastreio em outreach, referenciação e ligação aos cuidados de saúde primários e consultas hospitalares, atendimento e acompanhamento social.